Na história de Saint Germain des Prés

O Hotel Danube Paris é um antigo casarão centenário construído no séc. XVIII e aumentado no Segundo Império (1852-1870).

Apresentando a sua história…

Os nossos amigos americanos notarão com interesse que a independência dos Estados Unidos foi assinada em 1783, no imóvel vizinho que atualmente abriga o Centro de Estudos e Pesquisas Internacionais do Instituto de Ciências Políticas.

Também no Hotel Danube Paris esteve hospedado, no início da Segunda Guerra Mundial, o General Sikorsky, chefe do governo polonês no exílio.

Até os anos 1960, o Hotel Danube Paris oferecia um modesto conforto aos estudantes das faculdades vizinhas e da Escola de Belas-Artes situado bem próxima, assim como a numerosos artistas mais ou menos boêmios que frequentavam Saint Germain des Prés, bairro de predileção para a vida intelectual e artística, já desde o século XIX.

O bairro adquiriu uma reputação literária que se afirmou especialmente no Pós-Guerra.

Com efeito, ele era o ponto de encontro dos escritores, artistas e intelectuais, dentre os quais Sartre e Beauvoir, os quais se encontravam nos porões dos clubes ou nos clubes de jazz com terraços dos seus célebres cafés, tais como Les deux Magots, o Café de Flore, o Bonaparte.

Neste mesmo período, galerias de arte e antiquários, butiques de decoração, editoras e livreiros fizeram de Saint-Germain-des-Prés a alma da Rive Gauche. Há cerca de vinte anos, restaurantes e butiques de moda começaram a se multiplicar, redesenhando o visual deste bairro cuja atração intelectual cedeu, por assim dizer, um pouco da sua projeção em benefício do seu interesse turístico.

 

Reservar

+Maiores informações Fechar